05 agosto 2015

05/31 - Maratona literária de inverno 2015

Esse post tava programado, na minha mente, pra sair ontem, mas tantas coisas aconteceram e o sono tava tao grande que nem consegui lembrar do que queria dizer, então aqui estou, hoje, falando sobre os livros que li na Maratona literária de inverno de 2015. Como já disse anteriormente, essa maratona foi sinônimo de fracasso, então só li três livros dos seis que me propus a ler e nem todos foram tao bons assim, já adianto.

Apesar do "fracasso", gostei muito de participar da maratona, achei a proposta muito boa, gostei dos sprints que ocorriam no twitter do Victor (só participei de um) e achei interessante quantas pessoas se propuseram a participar, comentar e etc. Tem muita gente lendo por aí e lendo muita coisa boa também.

O que eu deveria ter lido



- Cade voce, Bernadette?

 O livro conta a historia de uma famosa arquiteta que depois de sofrer muitos abortos, tem uma filha com problemas de saúde e, por isso, resolve se dedicar totalmente aos cuidados da criança e a tudo que se refere a ela. Com o passar do tempo, quando sua filha já ta com uns 15 anos, Bernadette passa a ter comportamentos meio diferentes e paranoicos com relação ao mundo exterior. Além de se isolar da sociedade, "esnobar" Seattle (onde ela mora), as famílias que ali moram e, inclusive, chamar as mães dos colegas de classe de sua filha de "mosquinhas", contrata uma funcionária indiana pela internet que compra e tem total acesso aos seus dados bancários, para que ela não precise entrar em contato com ninguém dispensável e nem precise sair de casa além do necessário. Depois que algumas coisas acontecem, Bernadette dá a doida, foge e as pessoas ficam meio loucas atrás dela. Pronto, basicamente o livro é sobre isso, todas as coisas que levaram a esse ponto e as consequências da fuga/busca dela. 

Li tantos elogios, tanta gente falando bem desse livro,  pensei que seria um estilo sophie kinsella de ser, mas confesso que me decepcionei muito com ele. Também tenho que confessar que a capa me enganou para o bem,  achei com uma ar divertido e não sosseguei até comprar. Pra ser sincera, não entendi muito bem a dele, se queria me fazer rir, a autora falhou miseravelmente, porque não dei uma risada sequer. Achei meio cansativo, a leitura não engrenava, não senti nenhuma simpatia por Bernadette, fiquei com pena de Bee, filha dela, por ter que passar por uma loucura dessas. Em resumo, não gostei. Além de ser da Maratona literária, também foi meta pro ano de 2015.

- A faca sútil 

Continuação d'A Bussola de ouro, o livro acompanha Lyra, que já conhecíamos, e um novo personagem. Esse personagem nos é apresentado no início, mas nao temos muita ideia do que ta acontecendo com ele, apenas que algumas pessoas estao perseguindo sua mae e seu pai desapareceu há um tempo. Ao deixar sua mãe, que tem alguns problemas psicológicos (não fica muito claro), aos cuidados de uma conhecida, depois que invadem sua casa, ele encontra uma passagem para "uma realidade paralela". Ele começa uma busca pelo seu pai, até que encontra Lyra e, juntos, eles começam uma aventura e uma busca pelo pai do garoto. Várias coisas acontecem e eles passam por maus bocados, até que chega o fim do livro e a pessoa já quer ler o terceiro. Confesso que não tinha gostado muito do primeiro livro, mas A faca sutil é simplesmente sensacional, dos três livros da maratona foi o que li mais rápido e que me instigou mais. To louca pra ler o terceiro livro, mesmo com minha ressaca literária, ou seja, amei mesmo.

- Tequila vermelha

Conta a história de Tres Navarre, um cara que volta a sua cidade natal depois de 10 anos que a deixou por causa do assassinato de seu pai. Ele volta para reatar com Lilian, seu amor de infância, mas também para investigar e resolver o assassinato do pai, já que ele se torna um investigador não licenciado. Nem todos gostam muito da presença de Tres de volta, então ele começa a sofrer atentados, o que só o instiga ainda mais. Nesse meio tempo, Lilian é sequestrada e Tres passa a se dedicar anda mais no caso, que ele suspeita ter tudo a ver com a morte de seu pai.

Comprei esse livro numa promoção da saraiva por 8 reais, não esperava muito dele, mas esperava algo estilo tio Rick de ser, só que não encontrei nada parecido com nosso já amado e conhecido Percy Jackson (até porque são livros pra públicos diferentes). Dos livros lidos da maratona, foi o que mais demorei a ler; pra falar a verdade, comecei a lê-lo antes da maratona começar e entre ele, encaixei vários outros livros. Depois de ter lido esses dois acima, resolvi dar uma nova chance ao coitado, então o peguei de jeito e o terminei. Com dores, quase, mas terminei. Veja, não me entenda mal, o livro não é ruim, mas não me cativou, sabe? Não comprei a historia, só me apeguei a uma personagem, Maia, e ela nem era tao importante assim no enredo, coitada. Talvez eu esteja sendo dura com ele por causa desse meu ar de impaciência da ressaca, porque o livro é interessante, tem pitadas de humor, tem suspense, o final foi surpreendente e, por isso, recomendo. 




2 comentários:

  1. Comecei Quem é você, Bernadette, achei chato e parei.
    Mas A faca sutil = <33333333333333333333333333333
    EU AMO ESSA TRILOGIA, ESSE LIVRO É MARAVILHOSO, SOCORRO.
    Acontecem tantas coisas legais no próximo livro! Você vai adorar! hahahaha

    Beijo! ;*

    ResponderExcluir
  2. MENINA, VC PRECISA LER GAROTA EXEMPLAR!!!! sério sério um dos melhores livros da vida!

    ResponderExcluir